[ editar artigo]

Para onde vai The Walking Dead?

Para onde vai The Walking Dead?

Confesso, meus(inhas) caros(as), que estagnei na 7 temporada, e não sei como está a situação da série atualmente; falta ânimo pra retomar. Porém, compartilho aqui uma pequena opinião da minha percepção sobre a série.
Não sei para vocês, mas com o decorrer da série percebi um caminho em círculo que não chegava a lugar algum. Momentos de estabilidade e de desestabilidade; aquela chegada em um lugar estável e aparentemente calmo que os indivíduos poderiam descansar minimamente para tirar o cansaço e recobrar as forças das constantes lutas com zumbis para a sobrevivência, porém que era de total certeza que algo devastador ia acontecer a qualquer momento e mandá-los de volta a vida de peregrinação no mundo zumbi. E esse ciclo se repete!


Mas... aquele momento na season 4 episódio 10, quando surge uma figura que se demonstrou logo de cara um nerd, fraco e dependente dos colegas para sobreviver ao apocalipse Zumbi, porém que me trouxe uma expectativa que, agora, iria acabar com esse ciclo infindável que a série se demonstrou; estou falando do Eugene Porter. Achei que, finalmente, os personagens agora iriam parar de “andar em volta da mesma montanha” e iriam caminhar em linha reta. Digo isso, por quê? 
Quando Eugene apareceu, disse ser um cientista que conseguiria criar a cura da praga zumbi se chegasse no estado de Washington DC. Isso me incentivou a continuar assistindo, por que, na minha opinião, trouxe um Norte para a série; agora, o grupo de personagens estavam andando em linha reta com um certo ar de esperança para chegar no ponto final que seria Washington DC para que Eugene pudesse trazer a tal cura para o mundo. 
Então... depois de um tempo bastante considerável... você ainda esperançoso pra que eles cheguem logo em Washington DC, perde toda a expectativa quando o personagem que dantes disse que teria como trazer a Cura, confirma seu estado de indefesa e fraqueza afirmando que mentiu sobre a cura só pra ser protegido pelo bando. Sinceramente, foi um banho de água fria em cima de qualquer espectador, vocês não acharam?; pelo menos em mim foi.

Quão tamanha é a frustração de uma pessoa que está animada com a série e chega o ponto que a expectativa vira desânimo? É grande! 

Após essa frustração, eis que volta-se ao círculo sem fim; somente lutar pra sobreviver o máximo que puderem, sem nenhuma esperança. 

Não sei se vocês que assistem TWD possuem esse mesmo pensamento, em vista que cada um se apega a aspectos diferentes da trama, como, por exemplo, ao próprio relacionamento e comunicação entre os personagens, mas quis compartilhar com vocês isso, porque minha expectativa e apego a série foi crer que em algum momento iria ter um ponto final na história dos personagens e do mundo todo; uma luz no “aparente fim do túnel” que trouxesse uma esperança de sentido à série, e não uma caminhada em círculos que não levam a ponto nenhum. 


OBS: Repito, não sei como está a série atualmente. Se já houve alguma mudança e pontos de expectativa nesse ponto que enfatizei me falem pra mim retomar a ver a série. 

TAGS

TWD

Clube Minha Série
Ler matéria completa
Indicados para você