O Mecanismo: o que pode acontecer na 2 temporada?
[editar artigo]

O Mecanismo: o que pode acontecer na 2 temporada?

Mal saiu a primeira temporada de O Mecanismo, e o circo já pegou fogo. A ex-presidente Dilma partiu para o ataque e criticou no Twitter duramente a série da Netflix. Diversos foram os postes no microblog com o tema #CancelaNetflix, relatando ter cancelado o vínculo com a empresa e convidando os incomodados com os fatos narrados. A última cereja nesse bolo foi quando o filho do presidenciável Jair Bolsonaro, Flávio Bolsonaro, disse:

“Se a esquerda está apavorada com a série ‘Mecanismo’, imagina se eles soubessem que a Netflix poderia estar interessada em fazer uma série sobre Bolsonaro”

Prontamente a empresa respondeu ao deputado de forma um pouco debochada,

"Você está louca, querida".

Isso é apenas uma parte daquilo que pode vir acontecer com os futuros fatos que serão relatados na 2ª Temporada de O Mecanismo. Pelo levamento dos fatos relatados, os fatos citados somados somam cerca de 9 meses da Operação Lava Jato, do início de tudo, a prisão de Alberto Youssef, a prisão em massa dos principais donos das empreiteiras do Brasil, menos o presidente da Odebrecht.

Dentro dessa cronologia, ficaram de fora determinados fatos, no decorrer dos 9 meses, a denúncia da Veja com relação ao primeiro alvo político André Vargas (PT-PR), que teve que renunciar ao cargo de Vice-presidência da Câmaras dos Deputados e posteriormente se desfiliar do PT. Faltou relatar também nesse período a relação de Senador e ex-presidente Color com o doleiro Youssef. E o posterior afastamento da figura que logo após ajudou a minar Brasília, o presidente da Transpetro, Sérgio Machado.

Esses fatos acima foram os fatos principais que não foram a tela da Netflix nessa primeira temporada, mas estão dentro da cronologia analisada, mas talvez ainda sejam citados, já que o Mecanismo não respeita tão bem a ordem cronológica.

Para melhor organizar os futuros fatos ocorridos, proponho um período de 1 ano, nesse período podemos esperar figurões importantes que ficaram famosos ao estarem em todos os noticiários das TVs, e nas conversas das esquinas e nos bares com fatos que chocaram as famílias brasileiras, seja por perplexidade nos atos noticiados, ou pela desfaçatez dos que juravam inocência. Vamos lá a eles:

Imagem:http://gdpape.org

Em novembro de 2014, mais um lobista entra na lista de prisões ao se entregar a PF em Curitiba, Fernando Baiano. Consequentemente mais uma colaboração premiada seria firmada, minando a imagem de vários figurões do PMDB.

José Dirceu, figurão do PT e ex-presidiário por conta do Mensalão do PT volta aos noticiários, em 02 de dezembro de 2014, por ter recebido vantagens que soma  cerca R$ 886 mil e posteriores 26 milhões, logo em breve seria preso junto com seu irmão.

Venina Veloso, em 12 de dezembro de 2014, segundo a Revista Valor Econômico avisou a Presidente da Petrobras possíveis irregularidades, Graça Foster se manteve firme, porém depois caiu ela e mais cinco diretores. Policial Federal cita pela primeira vez o celebre Deputado Eduardo Cunha, publicado na Folha na data de 07 de janeiro de 2015, que posteriormente é denunciado e vira réu na Operação Lava Jato. Assim como o conhecido Nestor Cerveró, famoso pela peculiaridade do rosto e pelas diversas citações em sua delação, incluindo nela Dilma e sua relação com a refinaria norte-americana Pasadena é preso, em 14 de janeiro de 2015. Incluis-se aos fatos, a prisão do tesoureiro do PT João Vaccari Neto, datada em 05 de fevereiro de 2015.

E não paramos por aí, o Procurador Geral Rodrigo Janot, envia sua primeira lista ao STF com políticos a serem investigados por terem foro privilegiado, em 03 de fevereiro de 2015.

O deputado citado inicialmente e agora sem cargo de Deputado, André Vargas é preso, e o ex-deputado Luiz Argôlo (SD-BA) foi detido para prestar depoimento, no dia 10 de abril de 2015.

Continuando essa cede de justiça, a Lava Jato condena seus primeiros réus, muitos deles já com acordos de delações firmados, Alberto Youssef e Paulo Roberto Costa, no dia 22 de abril de 2015.

Dilma é citada pelo empresário Ricardo Pessoa, sobre doação de 7,5 milhões para campanha a reeleição por medo de retaliação do governo federal, publicado na Folha no dia 09 de maio de 2015. A PF prende os presidentes da Odebrecht, Marcelo Odebrecht, e Otávio Marques de Azevedo e outros executivos das empreiteiras. No dia 14 de julho de 2015, Na Operação Politeia, um desdobramento da Lava Jato, a PF cumpre mandados de busca e apreensão na casa de seis políticos: Fernando Collor (PTB-AL), Ciro Nogueira (PP-PI), Eduardo da Fonte (PP-PE), Mário Negromonte (PP-BA), Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE) e João Pizzolati (PP) em 19 de junho de 2015. Da casa de Collor, os agentes levaram três carros de luxo: uma Ferrari, um Porsche e uma Lamborghini.

A Operação Lava Jato completa 500 dias com a recuperação de R$ 870 milhões no dia 30 de julho de 2015.

Como apenas o JN (Jornal Nacional, TV Globo) sabe fazer, traz ao ar a entrevista com a Advogada de alguns delatores, Beatriz Catta Preta, a qual decide deixar os casos dos clientes que defendia, pois se sentia ameaçada por integrantes da CPI da Petrobras em 30 de julho de 2015.

Já em 05 de agosto de 2015 uma investigação aponta que o senador Fernando Collor de Mello (PTB-AL) recebeu, entre 2010 e 2014, R$ 26 milhões como pagamento de propina por contratos firmados pela BR Distribuidora.

20 de agosto de 2015, o Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, apresenta denúncia contra o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), por suposto envolvimento no esquema de corrupção na Petrobras. O senador Fernando Collor de Mello (PTB-AL) também é denunciado. Janot conseguiu aí, um dos seus maiores inimigos no âmbito político.

E por fim, na data de 11 de setembro de 2015, finalmente a Lava Jato a Lula, a Polícia Federal pede autorização ao Supremo Tribunal Federal para tomar depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, suspeito de ter se beneficiado de esquema de corrupção.

Se você achou a 1a temporada de O Mecanismo cheia de fatos, aquilo foi apenas o início do que tem por vir. O embrião da Lava Jato foi contado nesse primeiro momento, muitas coisas ainda vão se desdobrar.

Base da cronologia:

http://especiais.g1.globo.com/politica/2015/lava-jato/linha-do-tempo-da-lava-jato/

https://oglobo.globo.com/brasil/reus-da-primeira-lista-de-janot-21038392

https://brasil.elpais.com/brasil/2017/04/12/politica/1492018492_100094.htmlhttp://www.pf.gov.br/imprensa/lava-jato/fases-da-operacao-lava-jato-1/fases-da-lava-jato-2015

Adriano de Alexandria
Adriano de Alexandria Seguir

Eu sou ADRIANO DE ALEXANDRIA (MIGUEL). Funcionário Público, Gestor de Políticas Públicas e amante da TI (Tecnologia da Informação). Aficionado pela nova forma de interação da sociedade proporcionada pela evolução dos meios de comunicação.

Continue lendo
Indicados para você