[ editar artigo]

''Grimm''; Produção era tosca; [CRÍTICA].

''Grimm''; Produção era tosca; [CRÍTICA].

Nos anos 50, o jornalista alemão Werner Keller escreveu:“E a Bíblia tinha razão”, um livro que ficou famoso e se mantém ainda hoje um best-seller. Nele, expõe uma lista de descobertas arqueológicas com a intenção de provar que as passagens narradas nas escrituras realmente aconteceram. A pergunta que fica para quem lê o calhamaço é: qual a importância dos fatos diante do imenso valor simbólico do livro sagrado? Pois “Grimm”, série que estreou no Universal em 2011, uma espécie de “E os contos de fadas tinham razão”. Na melhor das hipóteses e sem a parte da pesquisa arqueológica.O ponto de partida são as histórias famosas dos Irmãos Grimm, como “A Chapeuzinho Vermelho”. O roteiro desloca os contos de fadas para um pretenso eixo de realidade, nesse nível que trabalha a dupla de detetives Nick (David Giuntoli) e Hank (Russel Hornsby) na investigação de crimes, como o perpetrado pelo Lobo Mau contra a Vovózinha e seus familiares.   

Então, se a graça de “O Chapeuzinho Vermelho” era o leitor viajar numa representação metafórica de afetos e medos infantis, “Grimm” trata de desfazer essa mágica. Tudo é literal. O Lobo Mau existe. Chapeuzinho também é uma adolescente que usa um moletom vermelho, com capuz, e que sai para fazer jogging ouvindo “Sweet dreams” no seu Ipod. No bosque, acaba devorada por uma sombra que o espectador não vê, mas ouve rugir muito alto. E o espectador se pergunta: para que um barulho tão grande?

Se fosse só isso já seria ruim. Mas a série aposta numa ideia ainda mais medíocre: um dos detetives, o protagonista Nick, descobre ser uma criatura, digamos, da família dos lobos maus. Então, o eixo de realidade mencionado anteriormente é relativo. E francamente, fantasia por fantasia, a dos Irmãos Grimm é mais inspirada. Mas como tudo pode sempre ser ainda pior, a realização é tosca. Recursos como fumaça e marcações sonoras previsíveis colaboravam com o roteiro fraquíssimo. Haviam momentos tão constrangedores que se tinha a impressão de viajar num triste vagão de trem fantasma de um parque de diversões bem caído.

Clube Minha Série
Ler matéria completa
Indicados para você